Cartão de Visita do Facebook

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

AMOR

amo como nunca amei
um amor que sangra alento
de ouro de lei
viaja por dentro
corre


que morre
mas ninguém conhece
intemporal profundo
luz quando amanhece
e é dia em todo mundo

um amor dorido
me fazendo sentir viva
com tamanho sentido
de dama musa diva

amo como nunca amei
sinto a tua presença
de lágrimas já te chorei
fundidas nossas almas
resta-nos uma sentença
o que de ti guardei
o que de mim tu salvas
réstia de indiferença
de amor ressalvas

amor maravilhoso
que possa em mim viver
feliz e não desgostoso
intenso de belo prazer
vivo delicioso
...
musa

Sem comentários: