Cartão de Visita do Facebook

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

DIA MUNDIAL DA POESIA 21 de MARÇO


Amei-te em tempo incerto
porque já nasci grávida de ti
poesia mar deserto
areia humedecida
poema senti
morte vida

morro
a cada palavra que desmancho
cada poetar que não nasce
cada vertar de águas
cada lágrima
poetada

vivo o pranto da poesia
choro por dentro calada
invade-me a noite e o dia
vivo quase cruxificada

quase morta de tantos sentidos
partos de um dentro quase fora
pensamentos assim perdidos
onde uma solidão se demora

nasci poema de sangue alma
num corpo poesia atormentada
perco o tempo perco a calma
à palavra abandonada

e deixo sentir
sombras poetizadas
primavera por florir
de raizes arrancadas

morro de poesia
todos os dias
morro viva
sentida
perdida
tida

viva morta
rendida
sempre que essa poesia
bate à minha porta
noite e dia
proclamada
declamada
palavreada
...

musa

Sem comentários: