Cartão de Visita do Facebook

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

TIVE-TE

tive te
sentido desassossegado
por uma tarde
sem identidade
os brancos lençóis
de algodão
Minotauro de uma mitologia antiga
corpo pregado nessa brancura
onde manchas de intensidade
faziam nosso sossego
ninho de sedução
meia e liga
loucura
tive te
carinho touro
olhar faminto
dando conta
de seu desvairado
querer interno
desassossego
entranhado corpo e mente
nos olhos atravessado
por desejo indecente
tu e eu
e o leito
nu
tive te
indeciso em cópula leito
a espumar
desejo manchado
com teus odores
impregnado
do que te dei
por escassos minutos
senti
e agora que sei
teus olhos em fogo
teu negro pêlo
húmido a luzir
bafo da raiva
já a espumar
ditas-me regra do teu jogo
nesse intenso sentir
nesse teu delirar
quase a vir
quase
quase
amar

Sem comentários: