Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 22 de junho de 2009

MÂE

Andando nua pela casa
Apenas vestida de palavras
Vagueiam curvas em estado de pureza
Seios firmes ventre cheio doces nádegas
Pele branca lunar de firmeza
Mulher solta seu âmago retiro
Em gozo de fusão e de leveza
Em pranto de paixão e de delírio
Escorre-lhe leite dos seus peitos
Sinal de amor e de certeza
Em breve fantasia de ser mãe
Dá de si seus encantos seus defeitos
Estranha forma de beleza
Dá-se a todos como ninguém
Em carinho delicadeza
Dá-se de muitos jeitos
Igual a nunca alguém

Sem comentários: