Cartão de Visita do Facebook

sábado, 16 de maio de 2009

RIBEIRA RUBORIZADA

fabulosa esta ribeira em fogo
este luzeiro aceso
nocturna de meus dias
onde tanto me canso e morro
de sonhos e fantasias
rio Éfeso
águas gradientes
ao sol imaginado
pensar ileso
nas pedras salientes
onde me gasto de palavras
e nesse leito afogueado
chamas em medas
resplandecente em brasas
coalho de luz
brilho âmbar de labaredas
espelhadas no rio sereno
desliza
crepúsculo ruborizado
em brisa
vento ameno
deixa espelhado
reflexo carmim
poemas cor de fogo
lendas
acendendo
sendas
veredas
em
mim

Sem comentários: