Cartão de Visita do Facebook

sexta-feira, 20 de março de 2009

DANÇA

Dança no meu olhar em tons de azul
Envolve-me de sedução
Pensamento
Num poema de gestos concisos
Dança corpo e sentidos
Centro
Norte e sul
Movimento
Ilusão
Passos imprecisos
Rodopia tuas mãos em meu corpo em convulsão
Ah! como elas se movimentam por inteiro
Volteiam em cadência precisão
Tanto do torneado do meu ser
Esculpido entre os teus dedos prisioneiro
A transparecer
Volúpia sensação
Querer
Verdadeiro
Ah! como o tempo devaneia por caminhos estranhos
Dança dia e noite com formas de tudo
Prende-me de palavras em sentido de ti
Horas sem tamanhos
Em tempo absurdo
Que me tem aqui
Dança desliza
Movimento lento
Ser o teu tempo
Ser tua brisa
Ser o teu vento
Senti
Alma
Corpo
Sentimento

Sem comentários: