Cartão de Visita do Facebook

domingo, 15 de fevereiro de 2009

AS TRÊS GRAÇAS

As três graças repartidas
Rosas frias num bailado
Musas nuas despidas
Num abraço cerrado
Que fazem elas tão risonhas a falar
De olhos presos abertos em flor
Divinas donzelas que fazem sonhar
Pranto das rosas transformado em amor
Deixo a clareira onde nada acontece
Luz ondeando no dorso do seu olhar
Fios de luz que em seda tece
A natureza querendo brincar
As três graças num abraço estendido
Esperam que as cubra manto de luar
Mistério odor assim desprendido
De corpo alma asas a esvoaçar
Em triste enlevo belo profundo
Sonho perene tido como meu
Sou musa graça de um novo mundo
Rosto de pérola em camafeu
Corpo desnudo faço chorar
Mulher sentida em choro teu
Olhos orlados pintados de mar
Graça loucura feita Orpheu

Sem comentários: