Cartão de Visita do Facebook

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

GLACIAR

Um fio do teu olhar desprende-se do que pende de mim de dentro da tua alma .../... Glaciar humus de gelo à deriva em pensamento .../... Num oceano azul de brilho e calma .../... Em águas profundas de sentir frio e medo .../... Tão salgadas e azuis como fóvea de olhares gelados .../... De mistério e de segredo .../... Cristais de penas plumas de luz em mil formas retalhados .../... Pelo sol glaciar desse deserto imenso de brancura .../... Pedaços de gelo desprendidos a vaguear proibidos .../... Assim perdido mar longinquo de termo e de loucura .../... Em mim insanidade que alimento e que assumo .../... De palavras glaciares nesta prosa de sentidos .../... Onde vou só sem rumo ...

Sem comentários: