Cartão de Visita do Facebook

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

ENTARDECER ACONTECIDO

Estás no meu silêncio acontecido... Teu corpo feito uma cidade por descobrir... Onde me perco por um beijo nunca tido... Nesse teu olhar que nunca pude sentir... Amanhece vida citadina num entardecer... Quando já sentimos que nos vamos encontrar... E que de crepusculos e de manhãs queremos viver... De madrugadas e noites inteiras só para amar... Entardecer acontecido foi esse que me prendeu aqui... Jamais imaginado num desejo tão de ter... Beleza de uma cidade morrendo tarde que senti... Como se de sol loucura em ti fosse perder... Tudo que sou e sinto ainda escuridão... Rasgos de sentidos fenda volupia de prazer... Cidade desperta em mim teu ser de sedução... Deixa-me da noite manhã viver... Não sei se ela existe ou será sempre mistério secreto... Essa tarde invasão acontecida num corpo de sentidos... Milimetros de pele de veias de orgãos de amor repleto... De ruas de praças de becos perdidos... A cidade e o corpo vida ardente... Num olhar desperto... Consente... Por certo... Demente... Aqui tão perto... De mim...

Sem comentários: