Cartão de Visita do Facebook

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Tinta de Penas

se tu entendesses o meu ser / povoado de espíritos / de karmas exilados em mim / que viveram numa outra era / vidas passadas / que eu já tivera / se tu entendesses / a força que brota destas palavras / e a fluidez do sangue escrita / as minhas lágrimas / tinta de penas / desses karmas / onde a alma gravita / mas tu não entendes / a brisa cósmica que chega até mim / com cheiro de açucenas / começo de primavera / verdades terrenas / e fica de soslaio / a espreitar a espera / debruça-se sobre este livro / como um raio / sobre as trevas / do silêncio circunflexo / ilumina o espírito / de palavras servas / e eu escrevo / o que tu não entendes / perplexo in « Penas da alma para a mão»

1 comentário:

Henrique Ferreira ,', disse...

A mim é uma gigantesca honra em receber uma pessoa tão fantástica em meus comentários textuais , agradeço muito a atenção e fico feliz pelo caminho dos meus textos em ser do agrado das pessoas, fico muitíssimo honrado em sua visita e também pelo seu elogio,agradeço desde já , postei um texto nesse momento e já está disponível, percorri o seu blog e achei simplesmente fantástico, os textos são formidáveis, agradeço desde já a força de uma pessoa de ponto maravilhosa como percebi que você é por dentro !Saudações do Brasil , abraço apertado a uma maravilhosa organizadora de palavras !


http://maniaescrita.blogspot.com/