Cartão de Visita do Facebook

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Fénix Renascida

voltei atrás porque te esqueci / num tempo maduro de muita espera / de pausas e de poemas que eu já vivi / de saudade e de quimera / desgosto que eu inventei / de mágoas e de penas / de dores que eu já chorei /das palavras pequenas me despedi / dos versos apenas / que te contei / fora o meu amor de grandes asas / imenso como a Fénix Renascida / rubro incandescente como as brasas / louca ave do vento foragida / fora o meu amor o teu abrigo / desperta para um tempo sem fronteiras / crime doloroso sem castigo / de toda esta pena de que te inteiras / fora o meu amor montanha maior / leito sagrado de musas e poetas / de todos os poemas que eu sei de cor / palavras que guardo intimas secretas / voltei atrás no tempo para te escrever / com sangue escrita do coração / poemas que no papel vieram morrer / numa forma bonita de solidão / de pausas e de poemas de que te inventei / são frases pequenas que me dão o ser / aceita a poesia que te consagrei / pois de amor maior / por ti eu vou morrer