Cartão de Visita do Facebook

domingo, 3 de agosto de 2008

Entre o mar e o céu

Entre o mar e o céu

a tarde quase a morrer

deu-me o tempo

a luz, o sonho e o momento

prestes a escurecer

viestes tu

desconhecido e ausente

sobre o areal tão nu

a minha alma a querer-te

o teu corpo presente

e as tuas mãos

falarei das tuas mãos com palavras vibrantes

e na areia perder-te

escorrendo entre os meus dedos

vagas de luz gigantes

o céu e o mar

e todos os meus medos

com o sol, partir

com o dia, chegar

dar-te em segredos

a alma o corpo o ventre carregado de excitação

serena

e toda eu me abrir

para ti

por pura e plena

paixão

Sem comentários: